Mês: maio 2019

A tecnologia que fervilhou nas últimas décadas revolucionou a maneira de se comunicar, pensar e até de se viver. É muito comum você se deparar com inúmeras ferramentas e utilidades antes até indispensáveis, e que podem ajudar no seu dia a dia e até nos seus negócios.

O futuro se aproxima e as novas tecnologias podem fazer muito pela sua empresa. Ao menos, essa é a expectativa a partir de inovações já conhecidas, mas que muito ainda tem para qualificar os negócios. Nesse post vou mostrar para vocês 5 delas: Big data, Impressão 3D, Drones, Cloud Computing e Internet das coisas. Ficou curioso (a) para saber mais sobre essas tecnologias? Então, continue me acompanhando!

Big data

A evolução desse setor é tão brutal que não é possível mensurar ainda todas as suas possibilidades. O que se sabe sobre Big data até o momento é que ele reúne informações públicas sobre aqueles que negociam em alta velocidade, volume e variedade (esses são os três Vs que marcam a ferramenta). Tudo aquilo que está disponível online e que é útil e relevante para sua empresa é “variado” e agrupado em um big data.

Hoje, seu uso é mais comum em estratégia de marketing e vendas, principalmente focando na fidelização de clientes.

Impressora 3d
Impressora 3d

Impressão 3D

A primeira impressora 3D é da década de 80, época que ela ainda era limitada pelo custo e pela própria tecnologia. Passando os 30 anos, ninguém sabe ao certo até onde vai a sua contribuição à industria. Há diversos usos esperados a partir do aparelho, desde peças de roupas até casa inteiras. Como os materiais utilizados para impressão podem ser fortes e resistentes, muitos objetos domésticos podem ser criados e negociados a partir daí. Hoje em dia a tecnologia, já é usada em empresas que adotam o pensamento de uma startup (testas e lapidar antes de lançar). Dessa forma, a impressão 3D aparece mais em protótipos, construídos em menor tempo, com o equipamento possibilitando qualificar muito o projeto final.

Drones

Nos próximos anos, o uso de drones (veículos aéreos não tripulados) tendem a crescer em empresas de monitoramento de pragas na agricultura e ao levantamento topográfico em mineradoras. Hoje em dia esse recurso é praticamente restrita às grandes empresas, mas em breve, é esperado pelo mercado uma redução no custo que viabilize adoção em pequenas empresas. Eficiência, precisão e economia são algumas das razões para a maior aposta dos robôs voadores. Discussões éticas e morais à parte quanto à substituição da mão de obra humana, é esperado que o mercado de trabalho passe por uma verdadeira revolução nos próximos anos, devido ao ingresso intensivo de drones nas empresas.

Cloud computing

Cloud computing significa armazenamento de informações na nuvem, com acesso online. O novo fato a respeito dessa tecnologia vem das perspectivas quanto ao seu uso futuro na empresa. A escalada digital talvez atinja o seu ápice a partir da revolução prometida pela nova cloud computing. E para entender como a sua empresa poderá se beneficiar disso e não acabar atrás dos concorrentes, vale a pena ficar ligado.

Internet das coisas
Internet das coisas

Internet das coisas

A internet das coisas tem seu futuro diretamente relacionado com à computação na nuvem, sobre a qual acabei de destacar acima. Como ela se refere ao controle inteligente de bens móveis e imóveis, usar a nuvem para o armazenamento dos dados vira uma necessidade. Em um processo considerado irreversível de digitalização dos negócios, as grandes demandas de estrutura física, com os datas centers, deixam de existir.

E no digital, o pequeno empreendedor vê seus custos reduzidos a ponto de ousar competir em condições muito próximas com o grande empresário. Esse é um mercado ainda novo, no qual pouco se sabe sobre o perfil do cliente, modelos de negócios e capacidade de fornecedores, por exemplo. Mas os crescentes investimentos na área são um sinal de que, em breve, investir em Internet das Coisas será acessível e rentável para empresas de qualquer porte.

É isso ai galera! Chegamos ao final desse post, e espero que vocês tenham tirado todas as dúvidas que vocês tinham em relação de como deixar sua empresa mais tecnológica, e por isso deixei esse post da forma mais explicada o possível para que nenhuma dúvida sobre esse assunto volte a aparecer, e é claro, espero que vocês tenham gostado. Até breve!

Read Full Article

A internet é uma rede que se constitui de muitas denominações, muitos denominam internet como uma rede pública de computadores, outros como uma rede de pessoas, outros como uma mera rede de dados. Enfim, existem muitas definições sobre o que é a internet, mas falando da importância da internet, ela ganhou uma grande importância nos dias atuais. Quando falamos justamente sobre qual a importância da internet para as empresas, estamos falando do impacto que esta rede que teria uma denominação mais consiste de uma rede de pessoas.

Como podemos ver no pequeno resumo acima, hoje vamos falar sobre a importância da internet para o seu negócio. Espero que ele ajude vocês a tirarem todas as dúvidas que tem em relação a esse assunto. Vamos lá?!

O primeiro e mais simples passo é você ser encontrado por pessoas que nem se quer, imaginassem sua existência. O fortalecimento da marca, seu posicionamento, maior alcance e, consequentemente, melhor relacionamento com clientes e aumento de vendas, também são outros pontos que serão possíveis alcançar estando na internet.

Abaixo vou deixar alguns pontos que são necessários que vocês saibam para entender qual é a importância da internet para o seu negócio.

Expanda para o mundo inteiro
Expanda para o mundo inteiro

Novos mercados geográficos

Melhor dizendo, novos mercados sem geografia. A internet permitiu e permite que as empresas possam atender mercados distantes e inatingíveis se não fosse por esse canal. Vender em sua cidade, em outros estados ou até fora do Brasil, acaba tendo pouca diferença para muitas empresas na internet, já que os custos de operação variam muito pouco e o acesso aos produtos e serviços acaba sendo o mesmo para quem está na mesma cidade que você ou em outro estado.

Novas modalidades de venda

A venda pela internet foi questionada, discutida e até rejeitada por certo tempo. O medo de comprar por este novo canal assombrou muita gente, mas hoje o mercado é sólido e cresce tanto em volume de venda como em novos e-consumidores. Para as empresas, vender pela a internet não é apenas colocar o produto com as fotos no site ou na loja virtual e esperar os pedidos chegarem. É preciso aprender a trabalhar nesse novo canal que tem desafios na mesma dose de oportunidades.

Redução de custos

A importância da internet nas empresas não é voltada apenas para a oportunidade de vendas, mas principalmente pela a possibilidade de redução de custos. Entre os itens que podem gerar redução de custos com o uso da internet, estão:

  • Redução de custos com telefonia;
  • Redução de custos com comunicação impressa, como: folders, mala direta, catálogos, entre outros;
  • Redução de custos com equipamentos de vendas;
  • Em diversas outras áreas é possível obter redução de custos com o auxílio da internet.
Novos meios de pagamento e vendas
Novos meios de pagamento e vendas

Acompanhar tendências do mercado

Este é um ponto onde a importância da internet nas empresas se destaca. Ficar para trás, perder o bonde, não acompanhar o mercado é algo que não interessa a nenhuma empresa e para não correr o risco de ficar defasado no mercado, muitos tem usado a internet para acompanhar tendência do mercado ou analisar as estratégias concorrentes.

Novos modelos de trabalho

A internet trouxe também um novo mercado de trabalho onde funcionários conseguem conversar com vários clientes e fornecedores por email, Whatsapp, Skype, Facebook e outros comunicadores ao mesmo tempo, ao invés de atender apenas um pelo telefone, por exemplo. O uso do email como principal ferramenta de comunicação já é adotada em muitas empresas., o Whatsapp tem sido usado de forma produtiva no ambiente de trabalho, as redes sociais, quem diria, agora já é vista em algumas empresas como ferramenta de trabalho.

Como vocês puderam ver acima, o assunto que foi abordado hoje é qual a importância da internet para seus negócios, e como vocês puderam ver a internet auxiliar tanto nos seus negócios, que você fica visível para pessoas que nem se quer saberiam que você existia se a internet não estivesse ao seu lado. Espero que esse post tenha ajudado vocês, espero que ele tenha tirado todas as dúvidas que vocês tinham em relação a esse assunto, pois deixei tudo o mais explica o possível para que novas dúvidas não voltem a aparecer, e é claro, espero que vocês tenham gostado. Até breve!

Read Full Article

Muitos empresários pensam no Facebook como mão única. Apenas criam uma página para divulgar o seu produto, suas marcas e seus serviços e só. Mas essa rede social contém potencial para muito mais que isso.

Uma das estratégias mais substimada, é criar um grupo no Facebook , que fornece um método simples de segmentar seus consumidores. Com os grupos, você pode criar comunidades de produtos específicos, você pode melhorar o atendimento ao cliente, promover uma rede para interação entre eles e até gerar novas vendas.

Para você criar um grupo no Facebook, basta você fazer login no Facebook, vá para sua página inicial, na coluna à esquerda, você verá a opção “criar grupo”. No momento, poucos empreendedores estão usando grupos no Facebook para adquirir clientes. Vale lembrar que o potencial da rede social vai muito além de uma fanpage. Os grupos, por exemplo, podem fazer a diferença nas horas de construir o diálogo com o cliente.

Como podemos ver nesse pequeno resumo acima. Esse post tem o intuito, mostrar para vocês dicas de como conseguir clientes pelos grupos no Facebook. Continue me acompanhando, pois tenho certeza que todas as dúvidas que vocês têm em relação a esse assunto vão ser esclarecidas, pois vou deixar tudo bem explicadinho para que nenhuma dúvida em relação a esse assunto volte a aparecer. Vamos lá?!

Use grupos fechados como um centro de apoio ao cliente.

Um grupo fechado no Facebook pode ser usado para oferecer suporte a um segmento específico, reduzir a desordem do seu banco de dados e ainda construir uma central para obter feedback. É uma boa saída, por exemplo, para programas de treinamento online e para oferecer apoio aos clientes. A meta é gerar um diálogo aberto entre você (empresa) e seus clientes, oferecendo um local especial para que eles possam tirar suas dúvidas. Embora os usuários do Facebook possam ver que está no grupo, eles não podem ver os post do grupo sem fazer parte deles. Desta forma, os usuários não precisam se preocupar com que suas dúvidas apareçam no feed de notícia dos amigos.

Use esse grupo para compartilhar FAQs, documentos e determine um membro da comunidade para gerenciar e responde as perguntas dos clientes. Podendo ser um ótimo lugar para você anunciar melhorias do seu produto, divulgar descontos e convidar clientes para eventos e concursos. Aqueles membros do seu grupo que já efetuaram qualquer tipo de compra e está satisfeito com o seu atendimento, com certeza irá engajar novamente com sua marca.

Grupos fechados
Grupos fechados

Use o grupo secreto para criar comunidades.

Se o seu objetivo é criar um tipo de “comunidade” em seu Facebook, então vale a pena criar um grupo secreto. Diferente do Grupo Fechado, no Grupo Secreto somente os membros podem ver os demais componentes do grupo. Um grupo privado pode ser especialmente apropriado para negócios que os produtos e serviços possuem uma audiência mais exclusiva. A atmosfera do grupo secreto pode criar um senso de exclusividade e seus clientes vão ganhar acesso direto a você e à sua empresa. Afinal, todos os clientes amam ter um lugar para questionar a qualquer hora.

Use grupos abertos para criar interesse em sua marca

Provavelmente já existem muitos grupos abertos no Facebook. Quanto mais estreito o nicho ou mais localizado o grupo, mais provável que o grupo esteja vivo e com engajamento como esse grupo locais de trocas e vendas de fotografia.

Comece ou entre em um grupo aberto focado no nicho de seus negócios. Use não para vender os seus produtos diretamente, mas se estabeleça como um especialista e faça networking e com outros da indústria. Para todos os tipos de grupo do Facebook, utilize bem aba “sobre”, especialmente para grupos fechados e secretos, por que você pode decidir permitir aos membros que convidem amigos quando achar apropriado. E mantenha o foco na participação.

É isso ai galera! Chegamos ao final desse post e espero que ele tenha tirado todas as dúvidas que vocês têm em relação quando o assunto é Como conseguir mais clientes pelos grupos de Facebook, e espero que vocês tenham gostado e entendido, pois deixei tudo o mais explicado o possível para que nenhuma dúvida volte a aparecer. Até breve!

Read Full Article

Ser um revendedor de produtos garante vários benefícios, como a independência financeira, possibilidade de crescimento e realização profissional, boa flexibilidade de horários. Antes de aproveitar essas vantagens é preciso que você entenda e saiba como chegar lá.

Como vocês podem ver nesse pequeno resumo, esse post tem o intuito de mostrar para vocês o que vocês devem fazer para ser um revendedor. Continue me acompanhando, pois, nesse post separei 6 dicas para mostrar como você deve começar para ser um bom revendedor. Vamos lá?

Verifique se você tem perfil para trabalhar como revendedor

Para trabalhar como revendedor, você precisa trabalhar por conta própria e para isso é preciso ter um perfil adequado. É necessário ser proativo, ou seja, tomar iniciativa e agir sempre para tocar o negócio. Outra questão importante é que um revendedor precisa ser criativo, elaborando estratégias inovadoras, e fundamentalmente ter a capacidade de autogerência. Para isso, é preciso ter aptidão para planejar e ser persistente para obter o resultado desejado. Agora, você deve se perguntar “eu tenho esse perfil?”, se a resposta negativa você deverá se capacitar, agora se a resposta for positiva, isso já é ótimo, vamos para os próximos passos.

Perceba se você sabe lidar com pessoas

Esse é a parte mais importante para ser um revendedor, seja na revenda online ou presencial. Na venda porta a porta a revendedora deverá ter empatia para entender e convencer a cliente sobre o produto que você está vendendo. Já no caso da revenda online, é preciso criar um relacionamento virtual. Isso quer dizer, se aproveitar da comunicação via internet para oferecer o produto, soluções e dicas para o público de interesse.

Saiba se comunicar com clientes e empresas
Saiba se comunicar com clientes e empresas

Pesquise os melhores produtos

Para se tornar um revendedor de produtos, você deverá pesquisar entre os melhores produtos. Para isso, você deve primeiro estabelecer em qual área você deseja atuar, como utensílios para a cozinha, cosméticos ou roupas. Descubra o que está em alta no mercado e também o que tem bastante saída. Após isso, pense nas marcas mais relevantes de cada nicho para que você possa trabalhar com os melhores produtos, e é claro, com produtos de qualidade.

Entre em contato com a empresa

Após escolher o produto que você deseja revender é hora de entrar em contato com a empresa. Você pode pedir ajuda a um consultor já estabelecido para esse contato ou procurá-los diretamente. Nesse contato você deve informar tudo que o que você precisa saber a respeito desse assunto. Ah, vale lembrar, pesquise saber como funciona o sistema de comissão, quais são as obrigações do revendedor e se existe um investimento ou pedido mínimo inicial, essas são apenas algumas informações que você deve obter.

Planeje seu orçamento e sua rotina

Para se tornar um revendedor você precisa ter um planejamento do orçamento e da sua rotina em geral, de modo que você saiba previamente quanto tempo irá dedicar para as atividades e quanto você precisará investir inicialmente, caso aplicável. Ter esse planejamento garante que a revenda seja saudável e que lhe traga mais crescimento profissional e independência financeira. Fazer as coisas no improviso, só fará com que você tenha uma experiência ruim e pouco produtiva.

Defina o método de trabalho como revendedor
Defina o método de trabalho como revendedor

Desenvolva um método de trabalho

Cada pessoa é diferente e por isso cada revendedor possui um método de trabalho específico, sendo necessário que você desenvolva o seu próprio método. Desenvolver um método de trabalho significa, por exemplo, definir quando serão feitas suas reuniões de demonstrações, onde elas acontecerão e serão realizadas. Além disso, você também deve definir como será o envio dos pedidos, se você terá ou não um pequeno estoque à pronta entrega e quais serão as condições de pagamento oferecidas por você.

Para se tornar um revendedor é preciso começar pelas pesquisas de produtos e então partir para o contato com a empresa.

Escrevi um artigo muito bom sobre como abrir o seu próprio negócio com técnicas desde o planejamento até o marketing para vender mais e melhor.

Pronto, é isso aí pessoal! Chegamos ao final de mais um post, e espero que vocês tenham gostado, e espero também que vocês tenham tirado todas as dúvidas em relação a esse assunto. Ah, espero também que você, que está pensando em ser um revendedor consiga ser um ótimo profissional e que tenha bastante sucesso em suas vendas. Até breve!

Read Full Article

Está querendo abrir seu próprio negócio e não sabe por onde começar? Está à procura por idéias de como abri-lo? Neste post mostrarei como começar seu negócio, mesmo que você esteja com pouco dinheiro! Mas, primeiramente, você deverá pesquisar qual o tipo de negócio será interessante para a região que você desejar trabalhar. A partir desse ponto, é possível começar a tomar outras providências para dar seguimento ao início de sua empresa. Se você deseja começar um negócio você chegou ao lugar certo, pois criei esse passo a passo mostrando tudo que é necessário para abrir um negócio de sucesso.

Defina metas e objetivos

Antes de voar alto, é preciso começar do começo, pois toda ide

ia que surge, deve ser desenvolvida antes que qualquer decisão seja tomada. A primeira pergunta que deve se feita é: “o que quero alcançar?”. É essencial que você defina metas desde o princípio, mas vale ressaltar, que é preciso revisá-la de vez em quando, pois, são elas que colocaram você de volta aos trilhos, caso ache, que esteja perdendo o foco.

Planeje o seu negócio
Planeje o seu negócio

Nesse momento você deverá ser criativo e ambicioso, mas sempre mantendo uma visão geral prática e realista. Parece difícil? Infelizmente sim! É difícil! Existem pequenos negócios, que traçam metas irreais, sendo assim, impossível cumprir os objetivos e acabam deixando seus investidores decepcionados. É fundamental verificar se as metas que você definiu são muito exageradas, e repensar se não seria melhor alcançar algo mais simples, pois, assim você irá subindo os degraus pouco a pouco, fazendo com que você tenha um início bem sucedido.

Faça uma pesquisa de mercado

É bastante importante que você pesquise o mercado no qual está penetrando. Por mais serio que isso possa parecer, é provável que você já tenha um interesse por esse ramo de negócios, pois esse processo trará bastante aprendizado, além de ser interessante e divertido. Aprenda o máximo que você conseguir sobre o mercado, antes de colocar a mão na massa. Se necessário faça cursos, leia livros, assista ou ouça entrevista com profissionais que são referência no ramo. Após conhecer o mercado com a palma de sua mão, chegou a hora de conhecer outro elemento de suma importância: seu cliente. Se tratando desse assunto, você deve ter uma idéia de como é seu público alvo. Infelizmente existe alguém, em algum lugar, fazendo o que você faz.

O segredo é conhecer a concorrência, como eles trabalham, quais são os diferenciais deles. Pois, aos olhos do cliente, se seu serviço for parecido com o da concorrência, pode ser que ele prefira a outra empresa por ser mais antiga e mais estabelecida.

Encare a burocracia

Essa é a parte menos interessante, e mais enfadonha. Nada é mais chato, do que navegar pela teia da burocracia. Quando abrimos um negócio, precisamos saber se todos os seus aspectos são legais. O tipo de registro da empresa e o regime fiscal são decisões que devem ser tomadas junto com especialistas, sendo eles, advogados e contadores. Além disso, é necessário dar entrada nos pedidos, para receber todas as autorizações necessárias que vocês precisam para abrir as portas. O número exato de pedidos, autorizações, carimbos e papeladas, varia de acordo com o local, o tipo de serviço e produtos que deseja oferecer.

Crie seu logo e sua marca

Você deverá pensar bem, e acertar em cheio no seu logo, pois será um dos aspectos mais lembrados de seu negócio. São parte integral do processo de como criar sua marca: O slogan, a paleta de cores de seu site, seus cartões de visita e demais itens da identidade visual, elementos como cores e fontes, literalmente falam mais alto que as próprias palavras, com opções que podem ser usadas em redes sociais, sites e nos materiais publicitários.

Como abrir um negócios
Como abrir um negócios

Atraia atenção para seu negócio nas redes sociais

Como expor o meu negócio para mais pessoas ainda? Chegou a hora de utilizar as redes sociais como uma ferramenta que ajudará bastante em relação a esse requisito. Aqui vão algumas dicas sobre as redes sociais:

  • Facebook: É a maior rede social do mundo. Organize eventos transmitidos ao vivo para atrair a atenção e leve os espectadores para uma viagem pela estrutura interna do negócio.
  • Instagram: Com mais de 25 milhões de perfis de negócios ativos na plataforma, o instagram se tornou quase obrigatório para a maioria dos empreendedores. É uma rede social para os olhos, pois permite que você conte sua história de forma visual.
  • Twitter: É mais um fluxo de pensamentos, do que uma rede social, ainda assim, continua sendo uma ótima opção. Crie sua própria “hashtag” para seus seguidores acompanharem cada passo da sua marca.

Mais uma dica, aliás, mas que uma diva, um conselho. Não tema as novidades, nem tenha medo de errar. Fracassar sabendo que foram esgotadas todas as possibilidades será positivo, basta saber tirar as lições da experiência. São inúmeros os empreendedores de sucesso que tiveram que engolir fracassos para chegar aonde estão hoje, então, não desista, siga em frente de cabeça erguida, porque isso faz parte da aventura que você decidiu mergulhar de cabeça. Até breve!

Read Full Article